Laboratório Toledo

Acesse e confira o resultado do seu exame online de maneira prática e rápida de onde estiver.

2016 foi o ano do Aedes

2016 foi o ano do Aedes


Atenção nunca é demais e é preciso estar em alerta constante contra o mosquito Aedes Aegypti

Boletim divulgado pelo Ministério da Saúde confirmou que em 2026 o Brasil conviveu com epidemias simultâneas causadas pelo mosquito Aedes Aegypti: dengue, chikungunya, zika e também a febre amarela. Foram 2,175 milhões de casos de infecções e 846 mortes.

Só com a doença chikingunya morreram 196 pessoas no ano passado. Um número alto que chamou a atenção das autoridades da área de saúde. A zika provocou 8 mortes e o restante morreu por causa de complicações da dengue.

A Epidemia de dengue ocorreu em todo o país, mas afetou com mais intensidade os estados d Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Norte. A chicungunya atingiu principalmente o Nordeste e os casos de zika foram mais fortes em Mato Grosso, Rio de Janeiro e Bahia.

O ano de 2017 começou com outra preocupação relacionada ao mosquito Aedes Aegypti, a febre amarela. O Ministério da Saúde atualizou as informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde sobre a situação da febre amarela no país. Até o dia 17 de fevereiro deste ano, foram confirmados 263 casos da doença. Ao todo, foram notificados 1.258 casos suspeitos, sendo que 882 permanecem em investigação e 113 foram descartados. Dos 200 óbitos notificados, 89 foram confirmados, 108 ainda são investigados e 3 foram descartados. Os estados de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Bahia, Tocantins e Rio Grande do Norte continuam com casos em investigação e/ou confirmados.

Para conter o avanço do mosquito Aedes Aegypti a recomendação continua sendo a mesma de sempre. É preciso reforçar as ações de eliminação dos potenciais criadouros do mosquito. Evitar água parada é fundamental. Por isso a vistoria constante das residências e quintais é importante para manter a limpeza em dia. E isso vale para todos, inclusive órgãos públicos que acabam se esquecendo de manter limpo o seu quintal também.

Deixe um comentário