Laboratório Toledo

Acesse e confira o resultado do seu exame online de maneira prática e rápida de onde estiver.

Carnes processadas podem ser cancerígenas

Carnes processadas podem ser cancerígenas


Consumo exagerado de bacon, linguiça e salsicha pode provocar câncer segundo pesquisa da Organização Mundial de Saúde.

A Organização Mundial da Saúde classificou as carnes processadas como bacon, linguiça e salsicha como cancerígenas.

Essas carnes são transformadas com sal, curtidas ou defumadas para dar um sabor diferente ou melhorar a conservação, e esses processos as tornam, nas palavras da OMS, "carcinogênicas pra seres humanos", ou seja, podem provocar câncer. No caso, câncer colorretal.

 

A ingestão diária de 50 gramas de carne processada aumenta em 18% o risco de desenvolver câncer no intestino, estômago e reto, segundo relatório da OMS.

 

A Organização também classificou as carnes vermelhas como “provavelmente carcinogênicas”. Para essas carnes as evidências existem, mas são limitadas. Já para as carnes processadas existe evidência suficiente.

 

A partir de agora as carnes processadas entram na mesma categoria do tabaco, da fumaça de diesel e do amianto, consideradas carcinogênicas do grupo 1. O risco de câncer aumenta se o consumo for exagerado. Uma dieta equilibrada não oferece riscos à saúde.

 

Para chegar a essa conclusão 22 cientistas de dez países analisaram mais de 800 estudos sobre a associação entre o consumo de carne processada e vermelha e o riso de sofrer 12 tipos de tumores.

Deixe um comentário