Laboratório Toledo

Acesse e confira o resultado do seu exame online de maneira prática e rápida de onde estiver.

Distúrbios da Tireoide

Distúrbios da Tireoide


A importância da Tireoide. Quando essa glândula não funciona direito o organismo fica todo desequilibrado.

A glândula tireoide está localizada na parte inferior do pescoço e é reguladora da função de importantes órgãos como o coração, o cérebro, o fígado e os rins. Produz hormônios T3 (triiodotironina) e o T4 (tiroxina).

Quando a tireoide não funciona de maneira correta pode liberar hormônios em quantidade insuficiente, causando o hipotireoidismo, ou em excesso, ocasionando o hipertireoidismo. Nessas duas situações o volume da glândula pode aumentar o que é conhecido como bócio.

Segundo os médicos, sem os hormônios da tireoide seria impossível viver.  Quando há um distúrbio da tireoide o organismo todo fica desequilibrado.

Um dos problemas mais comuns da tireoide que atinge 20% das mulheres é o hipotireoidismo.  A falta de hormônios faz com que o organismo trabalhe lentamente.  Entre os principais sintomas estão: cansaço, desânimo, alteração do padrão de sono, pele seca, aumento de peso, inchaço, aumento da pressão arterial, retenção de líquidos, alterações na menstruação, sonolência e intestino preso.

Já o excesso na produção de hormônios, o hipertireoidismo, provoca aceleração das funções do organismo. Os batimentos cardíacos ficam mais rápidos, resultando em taquicardia. A pessoa fica agitada e nervosa, perde o sono e tem diarreia.

Além do excesso e da falta de hormônios, há também os nódulos que, em até 95% dos casos, são benignos. 

E os homens não estão livres dessa doença. Apesar de atingir mais as mulheres, principalmente na menopausa, os homens não estão livres desse desequilíbrio hormonal.

A melhor forma de saber se a glândula está funcionando direito é realizar exame de sangue para a dosagem de TSH (do inglês Thyroid Stimulating Hormone), o hormônio da hipófise que controla várias glândulas como os ovários, as suprarrenais e a tireoide.

Deixe um comentário