Laboratório Toledo

Acesse e confira o resultado do seu exame online de maneira prática e rápida de onde estiver.

Mudança no critério para identificar microcefalia

Mudança no critério para identificar microcefalia


Casos de microcefalia no Brasil estão aumentando e foram notificados em quase quinhentos municípios. Os critérios para identificar a doença tiveram alteração.

O Ministério da Saúde mudou o critério de diagnóstico para microcefalia atendendo critérios da Organização Mundial da Saúde.  Agora, todos os recém-nascidos que tiverem a circunferência do crânio menor que 32 centímetros são notificados como casos de microcefalia. Os bebês que foram notificados antes da mudança continuarão sendo atendidos mesmo com a circunferência de 33 centímetros.

O Ministério da Saúde publicou no dia 08 de dezembro o Protocolo de Vigilância e Resposta à Ocorrência de Microcefalia relacionada à infecção do vírus Zika. O protocolo contém informações, orientações técnicas e diretrizes sobre as ações de vigilância da microcefalia aos profissionais de saúde. O Protocolo na íntegra pode ser conferido através do Blog da Saúde: blog.saúde.gov.br.

Segundo levantamento do Ministério da Saúde até o início de dezembro os casos suspeitos  de microcefalia no país chegaram a 1.761 e foram notificados em 422 municípios. Pernambuco é o estado com maior número de casos, 804. Foram notificadas 19 mortes de bebês com microcefalia e suspeita de infecção pelo zika vírus.

Deixe um comentário