Laboratório Toledo

Acesse e confira o resultado do seu exame online de maneira prática e rápida de onde estiver.

Síndrome do coração partido

Síndrome do coração partido


Emoção forte pode desencadear a síndrome do coração partido e provocar até um infarto.

Você sabe o que é a síndrome do coração partido?

A síndrome do coração partido é o nome dado a um problema cardíaco pouco conhecido até pelos médicos. É quando a pessoa sofre uma forte emoção, independente de ser negativa ou positiva.

Chamada oficialmente de cardiomiopatia de Takotsubo, a síndrome foi relatada pela primeira vez por médicos japoneses, no início dos anos 1990. Foi assim batizada graças à imagem do ventrículo esquerdo na sístole que, após o problema, se assemelhava a uma armadilha para capturar polvos (tako) em forma de pote (tsubo) muito comum no Japão.

Mulheres a partir dos 55 anos são as mais afetadas.  As causas exatas para isto ainda não estão claras, mas parece haver relação com a redução dos níveis de estrogênio na pós-menopausa e, consequentemente, do seu efeito protetor do endotélio, que é a camada interna das artérias.

Os sintomas são os mesmos do infarto e aparecem quando a pessoa perde um ente querido, sofre uma separação, um acidente grave ou recebe uma notícia muito boa que não estava esperando.

A pessoa sente dor no peito, começa a suar, a respiração fica curta, pode ficar pálida. As enzimas cardíacas se elevam, o eletrocardiograma altera, mas quando a pessoa é submetida ao cateterismo, não existe obstrução coronariana e nem placas de ateromas.

Os médicos, em geral, desconhecem a síndrome por ela ser relativamente nova. Como a síndrome surge após a pessoa passar por forte emoção, não há como preveni-la. Ninguém está livre. O importante é buscar ajuda médica ao sentir os primeiros sintomas.

Deixe um comentário