Laboratório Toledo

Acesse e confira o resultado do seu exame online de maneira prática e rápida de onde estiver.

Teste Genético de Intolerância à Lactose

Teste Genético de Intolerância à Lactose


Laboratório Toledo disponibiliza o Teste Genético de Intolerância à Lactose. O teste é eficiente, e indica se a pessoa é intolerante à lactose ou não.

A intolerância à lactose é a incapacidade parcial ou total de digerir o açúcar existente no leite e seus derivados.  Ocorre quando o organismo não produz, ou produz em quantidade insuficiente, uma enzima digestiva chamada lactase, que quebra ou decompõe a lactose.

As consequências mais comuns pela deficiência da enzima lactase são desordens abdominais como gases, diarreias, inchaço e cólicas.

Existe diferença entre alergia ao leite e intolerância à lactose. A alergia é uma reação imunológica adversa às proteínas do leite e provoca alterações no intestino, na pele e no sistema respiratório. Já a intolerância é um distúrbio digestivo associado à baixa ou nenhuma produção de lactase.

Muitas pessoas hoje têm intolerância à lactose, mas demoram a descobrir o problema. Segundo pesquisa, pelo menos 70% da população brasileira apresenta algum grau de intolerância à lactose.

O problema pode ser leve, moderado ou grave. Interrompendo o consumo de produtos lácteos a melhora é rápida.

Para detectar a intolerância à lactose, além da avaliação médica, existem três exames específicos: teste de intolerância à lactose, teste de hidrogênio na respiração e teste genético de intolerância à lactose.

O laboratório Toledo realiza o teste genético de intolerância à lactose, o LACTG. Esse teste pesquisa por meio do sequenciamento de nucleotídeos, a presença das variações genéticas que determinam a atividade da enzima lactase, responsável pela digestão desse açúcar.

Quando comparado a outros testes para diagnóstico da intolerância à lactose, a análise molecular possui elevadas sensibilidade e especificidade ao predizer se uma pessoa é intolerante à lactose ou não. O teste não necessita de jejum e pode ser realizado com uma única coleta de sangue ou pela coleta de saliva a qualquer momento do dia.

Como a intolerância à lactose não é uma doença, mas sim uma carência do organismo que pode ser controlada com dieta e medicamentos, o tratamento consiste inicialmente, em suspender o consumo de leite e derivados para o alívio imediato dos sintomas. Depois é possível consumir apenas a quantidade de lactose que o organismo tolera.

Levando a dieta a sério é possível levar uma vida normal.

Deixe um comentário